REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

A 2ª GUERRA MUNDIAL

A 2ª GUERRA MUNDIAL

OBJECTIVOS PARA O TESTE DOS 9º ANOS -MAIO 2010

1- A crise das democracias: relaciona a crise de 29 e a crise das democracias.(pág 84)
2-Os princípios ideológicos do fascismo: caracterizar de ma forma geral.( pág. 84)
3- O fascismo italiano: refere as causas que levaram à implementação do regime fascista em Itália.(pág.86)
4-Explica como se procedeu a subida ao poder de Benito Mussolini.(pág.86)
5-O nazismo alemão: causas do mesmo.(pág.88)
6-Refere as ideias defendidas pelo nazismo.(pág.90)
7-Portugal e a ditadura salazarista:explica as razões da implementação da ditadura militar em Portugal em 1928.(pág.92)
8-Caracteriza o salazarismo. (Pág.92)
9-Explica o que foi a censura e a policia politica no Estado Novo.(pág.96)
10-A 2ª guerra Mundial: indica as causas que levaram à guerra.(pág.112)
11-O que foi a guerra relâmpago?(pág.114)
12- Qual foi a importância , para a mundialização da guerra, do ataque japonês ao base naval americana de Pearl Harbour?
(pág.114)
13-O que foram os campos de concentração ?Quem eram as pessoas que eram para lá levadas?(pág.116)
14-O fim da guerra: na Europa e no Pacifico-Japão( a bomba atómica).Quais as consequências para o mundo e em particular para a Europa? (págs.118 e 119)
15-A procura de uma paz duradoura: A ONU: quais eram os seus objectivos?(pág120)

A RevoluçãO AgríCola E O Arranque Da RevoluçãO Industrial

O ILUMINISMO EM PORTUGAL E NA EUROPA

div style="width:425px" id="__ss_2540181">Iluminismo
View more presentations from cidalialuis.

O ILUMINISMO NA EUROPA

OBJECTIVOS PARA O TESTE 8º 2 - MAIO 2010

1- A Revolução agrícola em Inglaterra: refere quais as alterações que foram feitas na agricultura inglesa com esta revolução(pág.106)
2- Explica as relações entre esta revolução agrícola e o aumento da população.(pág.108)
3- Que outros factores ajudaram também a aumentar a população ?(pág.108)
4-A Revolução Industrial em Inglaterra: Refere qual a ligação ente a Revolução Agrícola e a Revolução industrial.(pág.108)
5-Que outros factores contribuíram para que a Revolução Industrial tivesse lugar em Inglaterra e não noutro país qualquer.(pág.110)
6- Refere quais foram as duas indústrias de arranque da revolução industrial.(pág.110)
7 Indica algumas inovações técnicas ocorridas na revolução industrial inglesa.(pág.112)
8- Explica as alterações ao regime de produção e trabalho que se deram com a Revolução Industrial
( oficina/fábrica e manufactura /maquinofactura)
(pág.112)
9-A Revolução Americana: Causas dessa revolução.(pág.118)
10- Caracteriza a revolução americana.( deixaram de ter rei e passaram a ter um presidente)(pág.118)
11-A Revolução Francesa.: Causas da revolução(pág.120)
12 -Que alterações ocorreram com a revolução francesa? ( liberdade, igualdade e fraternidade..)(pág.120)
13- Depois de um período conturbado os franceses viram subir ao poder Napoleão Bonaparte.Que fez ele e o que aconteceu à Europa?(pág.122)
14-Que ideias chave ficaram da revolução francesa e que mais tarde alastraram a muitos lados no mundo?(pág.124)
15-A Revolução Liberal Portuguesa: As invasões francesas: porque se dão?A fuga do rei para o Brasil-quem fica cá a defender o país?A revolução de 1820: o que mudou?(pág.126)
16- O retorno do rei e a guerra civil entre dois irmãos- causas dessa guerra.( D,Pedro liberal e D.Miguel absolutista)(pág.128)
16- O triunfo da Monarquia Constitucional: após um periodo conturbado de guerra civil Portugal vai finalmente conseguir estabilizar-se e fazer reformas liberais de fundo:quais foram essas reforma e quem foi o seu obreiro? ( Mouzinho da Silveira)(pág.130)
17-Quem foi a parte do povo que mais lucrou com esta revolução liberal?(pág.130)

OBJECTIVOS PARA O TESTE DO 8º 2 MARÇO 2010

1-Explica o que foi o despotismo Esclarecido.
2-O que fez o Marquês de Pombal para reforçar a autoridade do rei e conseguir um estado forte?Que medidas tomou?
3-Quem foram os grupos sociais - clero e nobreza- que ele persegui e qual aquele -burguesia-que protegeu e o ajudou na sua tarefa?
4-Pombal vai retomar as ideias mercantilistas do Conde da Ericeira. O país estava numa grave crise.Porquê?
a) que medidas tomou o Marquês para desenvolver a nossa economia?
5 - O tremor de Terra de 1755. Que fez o Marquês em Lisboa após o grande tremor de terra?
6-A arte Barroca: refere as principais características gerais dessa arte.
a) Caracteriza a arquitectura barroca.

7- O Nascimento do método cientifico: caracteriza esses método que se dividia em 3 partes.
b) Refere quem se opunha a essas inovações :inquisição....

8- O iluminismo: o que defendia esta ideia ? Dá exemplo de iluministas...
a) Como se difundiram pela Europa esta novas ideias iluministas?
b) E em Portugal foi fácil esta ideias entrarem cá dentro? Quem foram os estrangeirados?
c) Refere 3 aspectos importantes que o Marquês de Pombal fez quando reformou o ensino em Portugal.

COMO ESTUDAR

OBJECTIVOS PARA O TESTE DO 9ºANO MARÇO 2010

1- Em 1926 aconteceu algo em Portugal em consequência do fracasso da 1ª República: refere o acontecimento e as consequências que ele teve para o nosso país.
2-A revolução no conhecimento cientifico no inicio do século XX abalou grande parte da fé que as pessoas depositavam na ciência.
Refere o que aconteceu nessa área.
3- A arte -Ruptura e inovação: explica as duas razões principais que levou os artistas do inicio do século XX a fazer uma revolução nas artes .
4- Faz um pequeno resumo do Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo, Expressionismo e Surrealismo.Dá exemplos de quadros dos principais pintores desses estilos.
5-A nova arquitectura - refere os aspectos principais desta nova tendência arquitectónica: as suas influências e materiais utilizados..
6-A CRISE DE 29- a crise americana.
a)Razões dessa crise: Especulação bolsista a Superprodução e a deflação...
b) Consequências dessa crise: Crash da Bolsa de Nova York, falências de empresas, milhões de desempregados, consumo muito baixo, bancos na falência, falta de crédito....

6.1- A dimensão Mundial da crise. A crise estende-se a todo o mundo: na Europa e pai´se produtores de matéria prima. Porquê?

6.2- O NEW DEAL. A intervenção do estado na economia como regulador.
a) F.Roosevelt foi o presidente americano que mais fez para fazer sair os E.U.A da crise económicas e social em que estava mergulhado. refere o que foi o seu programa económico-o new deal8 a nova distribuição)-
b) Que conclusão se pode retirar do New Deal?Ajudou ou não a retira a América da crise ?

Bom trabalho!

OS LOUCOS ANOS 20

INVENÇÕES MALUCAS DOS ANOS 20...

CRISE DA MONARQUIA-1ª REPÚBLICA -RESUMO

CRISE DA MONARQUIA- MOTIVOS:

ð Ultimato Inglês.

ð Crise económica e financeira (industrialização lenta, situação de endividamento externo)

ð

ð Descontentamento social.

ð Difusão de ideias republicanas.

REGICIDIO

ð Assassinato de D. Carlos e do seu filho mais velho.

ð Os responsáveis pelo regicídio eram da Carbonária( sociedade secreta, defensora das conquistas da liberdade, impunha aos seus filiados a posse de uma arma e respectivas munições.)

IMPLANTACÃO DA REPÚBLICA

ð 5 de Outubro de 1910.

ð Foi criado um governo provisório dirigido por Teófilo de Braga.

ð Em 21 de Agosto de 1911 foi aprovada uma nova constituição que estabelece um regime democrático parlamentar.

ð Poder legislativo » CONGRESSO » CAMÂRA DOS DEPUTADOS E SENADO

ð Poder executivo »Presidente da República e ministros

ð Poder Judicial »Tribunais



MEDIDAS TOMADAS PELO GOVERNO DA 1º REPUBLICA:

Leis de separação da Igreja e do Estado:

ð Proibição do ensino religioso nas escolas públicas.

ð Expulsão das ordens religiosas.

ð Nacionalização dos bens da Igreja.

Medidas de carácter social ( A base da sociedade portuguesa era constituída por camponeses, artesãos, empregados públicos e comerciantes, na sua maioria pouco instruídos ou analfabetos e tinham fraca consciência dos seus direitos e deveres).

ð Direito á greve.

ð Protecção à infância e à velhice.

ð Horário semanal fixo em 48 horas.

ð Direito ao divórcio e ao casamento civil.

ð Igualdade entre filhos legítimos e ilegítimos.

ð Igualdade dos direitos da mulher.

ð Proibição do trabalho infantil.

Medidas no domínio da educação:

ð Escolaridade obrigatória entre os 7 e os 10 anos.

ð Criação de jardins-de-infância.

ð Aumento do numero de escolas primárias.

ð Reforma do ensino técnico.

ð Criação de universidades.

INDUSTRIA:

ð Predominavam a indústria do tabaco, metalurgia, conservas cimentos e têxteis.

ð Predomínio de industria de dimensão média ou pequena.

ð A indústria de maior dimensão era a indústria têxtil.

ð Embora não houvesse abundância de matérias-primas, capitais nem técnicos especializados, verificou-se um ligeiro desenvolvimento a partir de meados do séc. XIX

AGRICULTURA

ð O país era predominantemente agrícola mas esta continuava pouco desenvolvida.

ð A produção de cereais era fraca.

ð Foram elaborados vários projectos para proceder a remodelações nesta área mas nunca se conseguiu fazer nenhuma reforma agrária.

DIFICULDADES DA ACÇÃO GOVERNATIVA:

ð Divergências no interior do partido republicano resultantes de questões entre os seus dirigentes e da dificuldade em cumprir o programa.

ð Falta de maioria partidária no Congresso (parlamento).

ð Instabilidade política (sucessão de vários governos.)

MOTIVOS QUE LEVARAM PORTUGAL A PARTICIPAR NA 1ª GUERRA:

ð Defesa das colónias (Angola e Moçambique).

ð Ajuda aos Aliados.

ð Necessidade de reconhecimento da República (O regime republicano iria ser respeitado internacionalmente se os aliados ganhassem a guerra.)

ð Pedido da Inglaterra para que fossem confiscados os barcos Alemães ancorados nos portos nacionais.

ð Formação da CEP (Corpo Expedicionário Português) – Participação na batalha de LA LYS em França. (os portugueses bateram-se corajosamente apesar de serem derrotados.

CONSEQUÊNCIAS:

ð Agravamento da situação económica e social (aumento do custo de vida, escassez de bens de primeira necessidade, fome, aumento dos impostos, desemprego).

ð Perdas humanas.

ð Instabilidade politica.

DITADURA MILITAR:

ð Os governos continuavam a suceder-se e começou a gera-se uma ideia de que o exercito era a única força capaz de por ordem no pais.

ð Em 28 de Maio de 1926 , as tropas comandadas pelo General Costa Gomes marcharam sobre Lisboa e derrubaram o governo.

ð Os militares substituíram a Republica por uma Ditadura Militar.

OS LOUCOS "ANOS 20 "-RESUMO

Os "loucos anos 20" e as mutações nos comportamentos e na cultura
"Os anos 20 (1924-1929) foram anos de prosperidade. O "American way of life" ("estilo de vida à americana") invadiu a Europa. Aos benefícios da sociedade de consumo associou-se a busca de prazer e a evasão e intensificou-se a vida nocturna. Os teatros, os cinemas, os night-clubs e outras salas de espectáculos e de jogos das grandes cidades tornaram-se locais habitualmente frequentados. As novas bebidas (cocktail), as novas músicas (sobretudo o jazz) e as novas danças (charleston, lambeth walk, swing e rumba) passaram a animar a vida nocturna. Rallies de automóveis, corridas de carros e de cavalos e outros desportos (como o futebol) constituíam outros divertimentos que envolviam grandes massas. O rápido desenvolvimento dos meios de transporte (comboio, automóvel, avião) e dos meios de comunicação (rádio, telégrafo, telefone...) acelerou o quotidiano das pessoas, favorecendo uma maior mobilidade espacial e do ritmo de vida. A moda de viajar entrou nos hábitos e prazeres das classes médias. Às viagens de negócios acrescentaram-se as viagens lúdicas, de turismo, quer no interior dos próprios países, quer para países estrangeiros, criando-se e desenvolvendo-se novas infra-estruturas para apoio destes lazeres: agências de viagens, serviços de hotelaria especializados, mapas, guias turísticos, bilhetes-postais ilustrados, etc. Paralelamente a este novo estilo de vida, o período entre as duas guerras mundiais caracrterizou-se por uma latente inquietação e instabilidade nos comportamentos sociais. A pas estabelecida pelo Tratado de Versalhes, que pôs fim à 1.ª Guerra Mundial (1919), foi uma paz aparente, já que, na Alemanha e na Itália, o nazismo e o fascismo iniciavam a sua caminhada galopante. A crise de 1929 viria a agravar essa instabilidade gerando mesmo angústias e miséria que iriam ter consequências a todos os níveis."

Eric Hobswam, A Era dos Extremos, Editorial Presença

OBJECTIVOS PARA O TESTE DE FEVEREIRO - 8º ANO

1-A ARTE NO RENASCIMENTO-Carcterizar de forma geral:

a) Pintura

b)Arquitectura

c)Escultura



2-O MANUELINO - A arte Manuelina em Portugal:caracterizar


3- O TEMPO DAS REFORMAS RELIGIOSAS. A CRISE NA IGREJA CATÓLICA. CONTESTAÇÃO E RUPTURA
3-1- A CRISE



a)Razões da crise da igreja católica: imoralidade, corrupção, vida luxuosa as indulgências...


b) O protetantismo: Martinho Lutero. Caracteriza o movimento protestante - Contra as indulgências, só reconhece 2 sacramentos...

c) O Calvinismo...a predestinação...


d) O Anglicanismo:A história do Henrique VIII


3-2--A CONTRA REFORMA

a) O Concilio de Trento


b) A fundação da Companhia de Jesus, a Inquisição e o Índex: o que eram?


4- A CRISE DO IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL

a)Razões da crise o do Império Português do Oriente-corrupção, concorrência de outros países.


4-1- A UNIÂO IBÉRICA

a) Raqzões dessa união: a morte do rei D.Sebastião em Álcacer Quibir em 1580...não deixa descendentes..


b)Quem foram os candidatos ao trono e quem lá ficou?

4-2- A ASCENSÂO ECONÓMICA DA EUROPA DO NORTE: HOLANDA E INGLATERRA

a) Holanda: razões da prosperidade económica. Economia activa, burguesia empreendedora, grande império colonial, grande frota maritima. existência de bancos e bolsas..

b) Inglaterra: Burguesia forte e empreendedora, grande império colonial, O ACTO DE NAVEGAÇÃO...existência de bancos e bolsas..

c) A Espanha entra em crise e Portugal retoma a sua independência em 1 de Dezembro de 1640.

d) Refere as razões do descontentamento dos portugueses em relação aos espanhóis e que levaram á independência de Portugal.

5- O MERCANTILISMO.


a) Ideia chave do Mercantilismo:Um país é mais rico quanto mais ouro e prata possuir.


Explica o que era o Mercantilismo e que medidas se deviam tomar para implementar estas ideias económicas.

b) A sociedade de Ordens: Caracteriza as seguintes classes sociais


REI ABSOLUTO-acima de todas as classes.


CLERO


NOBREZA


TERCEIRO ESTADO - povo e burguesia





ESTUDA E TERÁS UM BOM TESTE!







OBJECTIVOS PARA O TESTE DE FEVEREIRO 9º ANO

1- PORTUGAL: DA I REPÙBLICA Á DITADURA MILITAR DE 1926
a) Crise e queda da monarquia: razões que levaram a isso: o descontentamento das classes médias e do operariado. O Ultimato Inglês ,etc..
b) A Revolução Republicana: os antecedentes: a revolta de 31 de Janeiro de 1891 no Porto
c) O fim da monarquia:
a) O assassinato do rei D.Carlos em 1908-o principío do fim da monarquia.
b) 5 de Outubro de 1910. A implantação da república e afuga dom rei D.Manuel II para Inglaterra.
1-1- REALIZAÇÕES DA 1ª REPÚBLICA:
-combate ao analfabetismo
-melhores condições de trabalho( dia de descanso, 48 horas de trabalho semanal..)
-legalização do divórcio
-separação do estado da igreja-registo civil obrigatório
1-2- DIFICULDADES DA ACÇÃO GOVERNATIVA DA 1ª REPÚBLICA:
-instabilidade política
-participação de Portugal na 1ª Guerra Mundial
-agravamento das dificuldades económicas e socias do país e da população
- A reacção autoritária e a ditadura miltar de 28 de Maio de 1926

2- SOCIEDADE E CULTURA EM MUDANÇA

2-1- Mutações na estrutura social e nos costumes
a) O Mundo antes da 1ª Guerra Mundial: a Belle Époque.. os temps de lazer...O peso crescente das classes médias.
b) Alterações no código social e moral: os loucos anos 20. A emancipação feminina- a mulher trabalha , veste-se de forma ousada muda o seu visual luta por ter direito ao voto.
c) Os meios de comunicação de massas: jornais , revistas , rádio, cinema...

Estuda e terás um bom teste!


SÍntese da Crise da Monarquia Portuguesa

FICHAS DE AVALIAÇÃO....DO 2º PERÍODO....


8ºANOS


1º TESTE


8º 2 - 9 DE FEVEREIRO



2º TESTE



8º 2 - 19 DE MARÇO




9º ANOS



1ºTESTE.



9º1- 9 DE FEVEREIRO



9º2- 10 DE FEVEREIRO



9º3 -18 DE FEVEREIRO




2º TESTE



9º1 - 16 DE MARÇO


9º2 - 17 DE MARÇO


9º3 - 18 DE MARÇO







PORTUGAL MONÁRQUICO (1890-1910) [Parte 1/3]...

OBJECTIVOS PARA O TESTE DO 8º ANO DEZEMBRO 2009

1- Os Portugueses na África Negra:
-os produtos da costa africana
-as feitorias
-o monopólio régio
2- O Império português do Oriente.
-Os vice reis: D.Francisco da Almeida e Afonso Albuquerque
Que decisões tomaram?
3- A rota do Cabo- o que foi?
4- O Brasil: O descobrimento . A divisão administrativa - em 15 capitanias e mais tarde o Governador Geral.
-Que produtos os portugueses obtiveram de lá no início?
-O que foi a aculturação.?
5- O comércio á escala mundial
- as rotas intercontinentais -3 rotas
- as 2 cidades mais importantes da Europa na altura: Lisboa e Sevilha. Que produtos lá chegavam?
-qual foi a classe social mais beneficiada pelos descobrimnetos e pelo respectivo dinamismo comercial que adveio com os mesmos?
-o que foi a politica de transporte? - os países Ibéricos não se desenvolveram com as riquezas provenientes do ouro e das especiarias trasnportando essas riquezas para os países do norte da Europa...
- os novos hábitos alimentares dos europeus com os descobrimentos -o milho, açucar, batata...

6- O Renascimento

-Onde nasceu?
-Onde foi beber as ideias?
-O que foi?
A mentalidade renascentista
-O humanismo
-Do Geocentrismo ao Heliocentrismo
-Do Teocentrismo ao Antropopcentrismo
-O homem ideal do renascimento-como era?
O alargamento da compreensão da Natureza
O Método Cientifico
-Observação-experiência -conclusão( uso da razão)...
-Como se espalharam as ideias renascentista pela Europa:
-A invenção da Imprensa, as viagens dos intelectuais os colégios e as universidades
-Figuras do Renascimento. Luísa de Camões, Damião de Góis, Miguel Cervantes, Maquiavel, Erasmo de Roterdão..etc...

ESQUEMA SÍNTESE DO RENASCIMENTO -8º ANO

TESTE TREINO PARA HISTÓRIA DO 9º ANO


AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GONDIFELOS

ANO LECTIVO DE 2009/10

Nome____________Nº_______Turma_____Data________


Disciplina______________Oprofessor_______________


Classificação___________________________________________


Encar. Educação___________________________________

1 -O Tratado de Versalhes foi humilhante para a Alemanha porque:

Foi um tratado imposto.

Foi um tratado negociado.

Impôs à Alemanha condições muito humilhantes.

Impôs à Alemanha condições suaves.

Obrigou a Alemanha a reconhecer-se como única culpada da guerra.

A Alemanha foi reconhecida como vítima da guerra.

2 -Entre as condições impostas à Alemanha, contam-se:

Perder territórios na Europa (Renânia e Sarre).

O pagamento de indemnizações de guerra.

Redução do exército e

Ganhar novas colónias.

Redução do exército e aumento do armamento.

Receber indemnizações de guerra.

Perder colónias.

Perder territórios na Europa (Alsácia-Lorena e Sarre).

II

Relativamente a cada uma das afirmações, assinala se a mesma é verdadeira ou falsa.

A economia russa do início do séc. XX baseava-se na agricultura, que era bastante produtiva.

? Verdadeiro

? Falso

A indústria entrou bastante tardiamente no território russo.

? Verdadeiro

? Falso

A nível social, a nobreza e o clero eram os grupos sociais com mais privilégios.

? Verdadeiro

? Falso

O povo era composto por uma maioria de operários.

? Verdadeiro

? Falso

A nível político, o poder era dominado por um presidente da República.

? Verdadeiro

? Falso

Em 1907, ocorreu a primeira tentativa de revolução no território russo.

? Verdadeiro

? Falso

A 1ª Guerra Mundial veio agravar a situação económica e social na Rússia.

? Verdadeiro

? Falso

III

1 Relativamente a cada uma das afirmações, assinala se a mesma é verdadeira ou falsa.

Em Fevereiro de 1917, ocorreu a Revolução Burguesa.

? Verdadeiro

? Falso

Esta Revolução consistiu numa série de actos violentos contra o czar.

? Verdadeiro

? Falso

O poder foi assumido por um governo radical.

? Verdadeiro

? Falso

Nesta altura, foram criados os sovietes, comités revolucionários formados por soldados, operários, camponeses, funcionários públicos...

? Verdadeiro

? Falso

Em Outubro de 1917, ocorreu a Revolução Bolchevique.

? Verdadeiro

? Falso

A Revolução de Outubro ocorreu porque o Governo Provisório queria tirar a Rússia da guerra.

? Falso

? Verdadeiro

A primeira fase da Revolução ficou conhecida como socialismo de guerra.

? Falso

? Verdadeiro

A nacionalização da economia levada a cabo durante a primeira fase consistiu na expropriação da propriedade privada, na entrega das colheitas ao Estado e na nacionalização das indústrias; o Estado detinha ainda o monopólio dos principais sectores da economia.

? Falso

? Verdadeiro

A nacionalização da economia permitiu o desenvolvimento económico da Rússia.

? Verdadeiro

? Falso

Para resolver a situação provocada pela nacionalização da economia foi criada a Nova Política Económica (NEP).

? Falso

? Verdadeiro

Entre outras medidas, a NEP estabeleceu a proibição do comércio interno, a liberdade de criação de pequenas empresas e a entrada de capitais e técnicos estrangeiros; o Estado manteve o monopólio sobre os principais sectores da economia.

? Falso

? Verdadeiro


Podes corrigir o teste através deste site:


FICHAS DE TRABALHO 7º 8º E 9º ANOS




RESUMO DA REVOLUÇÃO RUSSA

OBJECTIVOS PARA O TESTE 9º ANO - NOVEMBRO


1- Causas da 1ª GUERRA

2- O tratado de Versalhes

3- Consequências da 1ª Guerra Mundial:politicas, sociais , económicas e demográficas

4-A Sociedade da Nações: objectivos e razões do seu fracasso.

5- A Rússia dos czares: a situação politica social e económica na Rússia antes da revolução.

5- As duas revoluções: Fevereiro – Revolução burguesa – razões do seu falhanço e a Revolução de Outubro: a criação de uma sociedade sem classes caracterizar.

6 – O comunismo de guerra e a NEP – o que foram?

OBJECTIVOS PARA O TESTE 8º ANO...Outubro 2009


1-O dinamismo do mundo rural nos séculos XII e XIII:

a) referir as razões que levaram a esse dinamismo

b) dizer os principais progressos económicos na agricultura e transportes nos séculos XII e XIII

c) relacionar esse progressos com o aumento da produtividade agrícola

d) explicar o crescimento demográfico - aumento da população - que aconteceu nessa época.

e) relacionar as transformações económicas dos séculos XII e XII com o crescimento das cidades




2 -Crise Século XIV:

a) refere os factores que levaram a essa crise na Europa.

b) relaciona a quebra demográfica-diminuição da população com as epeidemias e quebra de produção.

c) explica a razão de haver tantas revoltas sociais na Europa desses tempos

d) descreve o processo que levou á crise de 1383/85 em Portugal

e) com esta crise o país ficou dividido: quem apoiou quem neste conflito ( D.Beatriz e o rei de Castela e/ou o Mestre de Aviz)



3 - A Expansão Portuguesa

a) refere as razões que levaram aos Descobrimentos

b) porque foi Portugal o 1º país a iniciar a Expansão? Condições da prioridade..

c) Os rumos da Expansão: a conquista de Ceuta : razões do fracasso dessa conquista

d) A redescoberta das ilhas atlânticas: referir as formas de exploração e administração dessas ilhas da Madeira e dos Açores.-quem eram os capitães donatários e que produtos eram lá explorados?



OBJECTIVOS PARA O TESTE DO 9º ANO -Outubro Novembro 2009


1- A 2ª Revolução Industrial.



a) Quais as novas fontes de energia utilizadas?

b) que alterações se produziram no quotidiano das pessoas com as invenções que ocorreram nessa época?

c) o liberalismo económico e o capitalismo financeiro-o que era?

d) relaciona a revolução demográfica com o crescimento das cidades que ocorreu nessa altura

d)A emigração : explica as razões para essa emigração maciça que começou em meados do século XIX e que prossegui no século XX.

e) o novo urbanismo: refere as razões desse novo urbanismo.A cidade dos ricos e a cidade dos pobres.


2- Contrastes e antagonismos sociais:



a)O mundo social: A alta e média burguesia -caracteriza ambas.

b)O mundo do operariado: a falta de direitos e condições de vida.Os sindicatos-qual o seu papel na melhoria das condições de vida e trabalho da classe operária.?

d) o caso português: razões da difícil, industrialização em Portugal.

e) o que foi o Fontismo?


3- Hegemonia e declínio da influência europeia:




a) Europa a rainha do mundo: nos finais do século XIX e inícios do século XX a Europa afirmava a sua superioridade sobre o resto do mundo-explica a razão dessa superioridade.

b) explica a razão da corrida ás áreas de influência e de novas colónias por parte dos países europeus.

c)o que foi a Conferência de Berlim e o que se decidiu lá?

d) explica o que foi o "Mapa cor de rosa" e relaciona-o com o Ultimatum que a Inglaterra nos fez.



A 1ºA Guerra Mundial:





a) Refere os principais factores que conduziram à guerra

b)Quem fazia parte das Tríplice Entente e da Tríplice Aliança..?Qual o objectivo destes acordos militares entre países?

d) que aconteceu em Sarajevo na Bósnia em 28 de Junho de 1914?Que consequências teve para a Europa?

e) que novas armas são utilizadas nesta guerra?

f) refere as várias fases da guerra- o inicio, a guerra das trincheiras e a entrada dos E.U.A na guerra.

g) no teu entender a Europa beneficiou com esta guerra? E quem foi que saiu a ganhar com a mesma?


FICHAS DE AVALIAÇÃO - 1º PERÍODO

8º 2 - DIA 27 OUTUBRO E 4 DE DEZEMBRO


9º ANO -9º 1 - 27 OUTUBRO E 24 NOVEMBRO


9º 2 - 28 OUTUBRO E 9 DE DEZEMBRO

9º3 - 5 NOVEMBRO E 10 DEZEMBRO



ENTREGA DE TRABALHOS GRUPO -TEMAS A ENTREGAR ATÉ 26 DE OUTUBRO - ATÉ 4 DE DEZEMBRO

PORTUGAL: DE CONDADO A REINO....

A REVOLUÇÂO FRANCESA

CRISTÂOS E MUÇULMANOS NA PENÍNSULA IBÉRICA

A REVOLUÇÃO AMERICANA...

AS REVOLUÇÔES LIBERAIS

Cerimónias do contrato de vassalagem


Cerimónias do contrato de vassalagem



O contrato de vassalagem era realizado entre um senhor mais poderoso (o suserano) e outro menos importante (o vassalo) que voluntariamente se colocava na sua dependência.
Na Idade Média, o rei era o único senhor que não dependia de ninguém. Ele era o suserano dos suseranos.


Esquema de um domínio senhorial










































Legenda:
1. Castelo
2. Reserva (terras do senhor)
3. Igreja
4.Aldeia
5.Mansos
6. Moinho
7. Caminho para o forno e para o lagar

A PIRÂMIDE FEUDAL

A RevoluçãO AgríCola E O Arranque Da RevoluçãO Industrial

A queda do império romano e o novo mapa da Europa...


Uploaded on authorSTREAM by oprofdehistoria

A ARTE BARROCA

A REVOLUÇÃO CIENTIFICA...

O EXÉRCITO ROMANO

O MERCANTILISMO 1

MERCANTILISMO 2

OS GLADIADORES EM ROMA...

Cosmos Episodio 6 parte 2/7..As viagens oceânicas...o poderio da holanda no século XVII

O IMPÈRIO ROMANO...

Roma e o Império...


Uploaded on authorSTREAM by oprofdehistoria

Péricles e o Império Ateniense...

OBJECTIVOS PARA O TESTE DE FEVEREIRO - 7ºANO.

1 – Localizar espacialmente a Grécia, Atenas, o mar Egeu e Jónio.
2 – Explicar como se formaram as cidades-estados gregas.
3– Que elementos deveriam existir numa cidade-estado?
4 – Referir as principais actividades económicas dos gregos.
5 – Como estava dividida a sociedade ateniense?
6 – Identificar as instituições políticas atenienses e as suas funções.?
7– Caracteriza a educação dos jovens atenienses.
8– Comentar a seguinte expressão: “mente sã em corpo são”?
9– Identificar os principais Deuses gregos
10 – Caracterizar a religião grega.
11 – Referir as principais características da arquitectura, escultura e pintura dos gregos.

Objectivos para o teste de Fevereiro - 8º Anos...

O RENASCIMENTO

1 - Caracteriza a nova visão do Homem e do Mundo a partir da Idade Moderna.
2 - Compara a teoria Geocêntrica com a teoria Heliocêntrica.
3 - Quais as vantagens da do aparecimento da Imprensa?
4 - Quais as principais características da arquitectura Renascentista?
5- Quais são as principais características da Escultura Renascentista?
6 - Quais são as principais características da pintura Renascentista?
7 - Identificar e caracterizar o estilo arquitectónico presente em Portugal no reinado de D.Manuel : o Estilo Manuelino.


A CRISE NA IGREJA: A REFORMA E A CONTRA REFORMA
1 - Refere as principais críticas feitas à Igreja Católica.
2 - Identificar o que eram as bulas de Indulgências.
3- Nomear os principios defendidos pela Igreja protestante.
4 - Identificar os fundadores da Igreja Luterana, Calvinista e Anglicana.
5 - Quais foram os principais objectivos do Concilio de Trento?6 - Refere os principais objectivos da Companhia de Jesus.
7 - Quais eram os obectivos da Inquisição?
8 - O que era o Index?

A CRISE NO IMPÈRIO PORTUGUÊS -A UNIÂO IBÈRICA

9 - Identificar os principais factores que levaram à crise do Império Português.?
10 - Em que consistiu o problema de sucessão ao trono de Portugal, após a morte do cardeal D.Henrique?
11 - Identifica os pretendentes ao trono português

A INQUISIÇÃO....

A GRÉCIA ANTIGA

View SlideShare presentation or Upload your own.

O TEMPO DAS REFORMAS RELIGIOSAS NA EUROPA


Uploaded on authorSTREAM by cicero

O RENASCIMENTO


Uploaded on authorSTREAM by cicero

O ANTIGO EGIPTO


Uploaded on authorSTREAM by sofiasimao

O EGIPTO

O Antigo Egipto
View SlideShare presentation or Upload your own. (tags: o antigo)

A EXPANSÃO PORTUGUESA


Uploaded on authorSTREAM by oprofdehistoria

A DESCOBERTA DA INDIA

Os Descobrimentos

A Expansão marítima
View SlideShare presentation or Upload your own. (tags: expansão marítima)

A Crise do Século XIV

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

8º ano

EM BUSCA DE OUTRAS TERRAS....



Ao longo do século XIV, viveu-ne na Europa um grave crise : maus anos agrícolas, fomes e pestes. Para ultrapassar esta crise económica e social houve a necessidade de procurar novas terras e riquezas, nomeadamente cereais, mão-de-obra e metais preciosos. A solução encontrada foi, no século XV, partir além-.mar, iniciando um período de expansão. Portugal foi o primeiro país a reunir condições para iniciar este movimento de expansão europeia.

As principais condições que favoreceram a prioridade portuguesa foram a situação geográfica, a tradição marítima e as condições técnico-científicas: instrumentos de orientação como o astrolábio e quadrante que permitiam uma navegação astronómica e o novo tipo de embarcação, a caravela que permitia bolinar (navegar contra o vento)
No ponto de vista social, a nobreza pretendia o aumento dos seus domínios e rendas; o clero queria o alargamento da fé cristã; a burguesia ambicionava chegar a novos mercados e produtos; o povo desejava melhorar as suas condições de vida; e a coroa pretendia aumentar o seu prestígio e encher o tesouro.

A expansão iníciou-se com a Conquista de Ceuta em 1415, cidade do Norte de África, onde afluiam as especiarias orientais e o ouro africano através de rotas caravaneiras. Também a sua situação geográfica conferia a esta cidade uma grande importãncia comercial e estratégica. A tomada de Ceuta foi um sucesso militar, mas um fracasso económico devido ao desvio das rotas caravaneiras para outras cidades e à constante situação de guerra que agravava as despesas de manutenção desta conquista.

O fracasso económico da tomada de Ceuta levou os governantes portugueses a darem atenção às ilhas do atlântico, despovoadas até ao momento, ou seja, à Madeira e aos Açores.

As ilhas foram divididas em capitanias-donatarias e entregues pelo Infante D. Henrique a capitães-donatários, com carácter perpétuo e hereditário, que tinham por obrigação promover o seu povoamento e a sua exploração económica. Além disto, também houve o contrato de arrendamento.

A colonização da Madeira iniciou-se em 1425 e a dos Açores em 1439, por iniciativa do Infante D.Henrique. Nos Açores, além de colonos originários do Continente, fixaram-se também muitos flamengos. Na Madeira começou por se explorar as riquezas naturais (madeira e peixe) e, depois, introduziram-se as culturas de cereais, da cana-de-açúcar, trazida da Sicília, e de vinho; nos Açores o aproveitamento económico consistiu especialmente na criação de gado, no cultivo de cereais e de plantas tintureiras, como o pastel e a urzela.
Prosseguindo a expansão rumo a sul...

A partir de 1415, por iniciativa do Infante D. Henrique, barcos portugueses lançam-se na (re)descoberta das ilhas atlânticas e na exploração da costa ocidental africana.
A Madeira foi reconhecida por João Gonclaves Zarco, Tristão Vaz Teixeira e Bartolomeu Perestrelo (1419-20);no caso dos Açores o principal responsável pelo seu reconhecimento foi Diogo de Silves (1427). Estas ilhas foram colonizadas pelo sistema de capitanias-donatarias, recorrendo-se a colonos vindos de Portugal e da Flandres (no caso dos Açores). Desenvolve-se a agricultura e a pecuária, produção de trigo, vinho, açúcar (Madeira) e criação do gado.
Após a passagem do Cabo Bojador por Gil Eanes (1434), a expansão portuguesa hesitou entre as conquistas no Norte de África e a exploração do Atlântico. No reinado de D. Afonso V, a costa africana foi explorada através do regime de arrendamento a um particular: Fernão Gomes. Cerca de 1445, os portugueses instalaram em Arguim uma feitoria, local de comércio fortificado destinado a defender as ricas mercadorias africanas: ouro, escravos, marfim e pimenta.
Na sequência da chegada à América por Colombo (1492), a mando dos reis de Espanha reavivou-se o conflito sobre a questão das terras descobertas entre Portugal e Espanha. O Tratado de Tordesilhas (1494) foi assinado pelos representantes de D. João II (Portugal) e os reis Fernando e Isabel que se reuniram na cidade de Tordesilhas, no norte da Espanha, em 7 de junho daquele mesmo ano. Dividindo o mundo entre si com a benção papal.
Esse tratado estabelecia um meridiano imaginário, situado a 370 léguas a oeste das ilhas de Cabo Verde, nas costas da África. Dando total liberdade quanto ao litoral brasileiro e maior parte do Oceano a navegar.As terras a oeste desse meridiano pertenceriam à Espanha, e as terras a leste seriam de Portugal.
Este tratado significou, para Portugal, o domínio das terras africanas e, sobretudo, o livre acesso à India e às cobiçadas especiarias. Despois da passagem do Cabo da Boa Esperança (antes das Tormentas) por Bartolomeu Dias em 1488, foi a vez de Vasco da Gama conseguir atingir a Ìndia em 1498, abrindo uma nova rota intercontinental (a rota do cabo) que ligava a Europa-África-Ásia.
Brasil, Goa e Macau....

A penetração dos portugueses no mundo asiático foi mais difícil do que em África.
Na Ásia existiam civilizações antigas, prósperas e com elevado desenvolvimento técnico e científico. Por outro lado, os muçulmanos, que dominavam o comércio na região, não viram com bons olhos a chegada dos portugueses, seus concorrentes.

A implantação do domínio português no Oriente deveu-se sobretudo à acção dos Vice-Reis, D. Francisco de Almeida (1505-1509), defensor do controle dos mares e de Afonso de Albuquerque (1509-1515), que fez importantes conquistas territoriais. Deste modo, Portugal passou a dominar vastas áreas de negócios, onde foi criando feitorias, das quais se destacam Goa (a capital do império oriental), Ormuz , Malaca, Macau na China e Nagasáki no Japão.
O comércio oriental baseava-se nas especiarias, sedas, drogas, pedras preciosas e porcelanas, sendo os mesmos produtos enviados para Lisboa através da Rota do Cabo. Para organizar as expedições comerciais ao oriente e receber os produtos proveninetes do Oriente, foi criada em Lisboa a Casa da Ìndia, enquanto que em Antuérpia(Flandres) foi aberta uma feitoria para escoar os mesmos produtos pela Europa.
No caso do Brasil, este território só mereceu atenção da Coroa a partir de 1530 com o estabelecimento do sistema de Capitanias. Contudo, este sistema não resultou, por isso D. João III instarou, em 1549, o Governo Geral.
Então, em poucos anos o Brasil conheceu um grande desenvolvimento, sobretudo com a expansão da cultura da cana de açúcar nos Engenhos, o que obrigou à importação de escravos africanos (tráfico negreiro). Para além do açúcar o Brasil era fonte de produtos como o pau-brasil (corante) e aves raras, no final do século XVII, principios do XVIII também ouro e diamantes.
No que diz respeito aos Índios, estes foram inicialmente escravizados, porém os Jesuitas tiveram um importante papel na cristianização, instrução e protecção dos mesmos.

Sabias que...

Na Europa as especiarias eram importantes para condimentar a carne conservada em sal durante meses. A pimenta chegou a ser tão preciosa que, às vezes, era usada como dinheiro tanto no Ocidente como no Oriente.

Sem comentários: